quarta-feira, 14 de maio de 2014

Review: Digimon World 2



Título: Digimon World 2
Plataforma: PlayStation
Ano de Lançamento: 2000
Produtora: Bandai

Olá pessoal, hoje é dia de falar de um RPG não muito popular do PS1, o Digimon World 2.

Para começar, irei falar um pouco da história deste grande game.

A história do jogo e algo bem simples, o jogador é um garoto chamado Akira que veio para o mundo digital para se tornar um Tamer, um treinador de digimons, e após seu treinamento com Zudokorn, o jogador deve escolher uma das três equipes da cidade:


Gold Hawks: esta é a equipe Vacina, os tipos Vacina são os mais equilibrados, com alto ataque e defesa. O seu parceiro é o Agumon.


Blue Falcon: esta é a equipe Data, os tipos Data são os defensivos, tem alta defesa e HP, mas tem baixo ataque. O seu parceiro é o Patamon.


Black Sword: esta é a equipe Vírus, os tipos Vírus são os mais ofensivos, tem ataque extremamente alto, mas sua defesa e HP são os mais baixos. O seu parceiro é o Demi Devimon.

Independente da equipe escolhida, a história irá avançar da mesma maneira, mudando pouca coisa (alguns mestres).

 

Após a escolha da equipe, o jogador ganha seu parceiro digimon e é apresentado a seus rivais, Joy Joy Bertran e no Main Gate ganha seu Digi-Beetle da Mission Chief Carol (é triste ver a diferença dos status do seu Digi-Beetle para o do Zudokorn). E com isto você esta pronto para ir para a primeira Domain.

A partir daqui a história começa a se desenrolar pra valer, mostrando que este game é um verdadeiro RPG, com muita, mas MUITA conversa. Mas isto não ruim, pois permite ao jogador que se sinta dentro do game, ou quase. Pois tem partes tão chatas que fazem você dormir, literalmente.

O Gameplay:


A jogabilidade do game é algo bem único, pois nele você anda dentro das Domains (este é o nome das dungeons deste jogo) dentro de um tanque de seis rodas e com olhos (aqui chamado de Digi-Beetle), e você pode melhorar o tanque comprando peças e as instalando (pois futuramente essas melhorias são obrigadas para prosseguir no game).



Tipo, trocando as rodas o jogador pode passar sobre o acido colorido (é o digi-mundo, não procure lógica aqui), os motores melhoram o HP de seu Digi-Beetle, as baterias melhoram o EP (o combustível do seu Digi-Beetle) as armaduras permitem mais canhões e os canhões permitem o uso de itens dentro de batalhas e destruição de obstáculos.



As Domains são sempre divididas por andares, alguns até aparentam serem aleatórios, e para mudar de andar o jogador deve encontrar o portal (branco e vermelho). O andar do mestre tem uma aparência diferenciada (preto e verde), permitindo que o jogador se prepare, aliás, antes do mestre sempre tem um corredor mostrando o tipo de piso em que a batalha irá ocorrer.



Falando em pisos, eles são chamados de terrenos de especialidade, pois afetam os digimons e seus ataques, aumentando seus status, como ataque e defesa e o poder dos ataques do tipo correspondente, mesmo que o digimon que o use seja de outro tipo.

Existem alguns tipos de terrenos:

Neutro: é o piso padrão da Domain, que não afeta nada.
Water: especialidade de água é azul, ataques de água e gelo se encaixam aqui.
Fire: especialidade de fogo é vermelho, ataques de fogo se encaixam aqui.
Nature: especialidade da natureza é verde, ataques de vento e terra se encaixam aqui.
Machine: especialidade da maquinas é marrom, ataques mecânicos se encaixam aqui.
Darkness: especialidade das trevas é negro, ataques das trevas se encaixam aqui.



E os inimigos são visíveis no mapa, permitindo enfrentar ou tentar desviar, lembrando sempre que, tem digimons que lhe caçam e outros que fogem do jogador, e o movimento deles também varia. E lembrando-se disso tudo, o jogador pode tentar capturar digimons selvagens jogando itens para aumentar a amizade (um coração rosa acima da cabeça) e tentar adicionar ao seu time (ouvi alguém falando em Pokémon?).


E além dos inimigos, existem armadilhas dos mais diversos tipos, irei falar um pouco delas e do como se proteger:



Ácido: ao passar por cima o Digi-Beetle toma dano, para se proteger precisa de pneus mais fortes (pneu que aguenta ácido? Só no digi-mundo).



Pedras: simples assim, pedras coloridas que bloqueiam o caminho, fim, para quebra-las o jogador precisa da Missile Gun com Drill Miss.



Esporo elétrico: esta é uma armadilha que causa muito dano, pois ele pula do chão e bloqueia o caminho, para destruí-los o jogador precisa da Missile Gun com Mag. Miss.



Minas: sim, minas terrestres estão presentes nas Domains, mas elas não causam apenas dano, muitas causam ate mesmo status, como a confusão que inverte os comandos do seu Digi-Beetle, para desarma-las o jogador precisa de brocas (Arms) para seu tanque.



Booby Trapalguns baús têm armadilhas que podem causar dano ou status, e para desarmar é preciso ter braços mecânicos para seu tanque.



Bugs: sim, o pesadelo de qualquer computador também esta presente aqui, e tão letais quanto você imagina, pois existem diversos bugs (cada tipo com sua forma própria), e eles podem teleportar seus digimons do seu Digi-Beetle para o Server, só para quando tiver apenas um, ou até mesmo comer seu dinheiro, e para evitar isto, o jogador necessita de um Bug Zapper, para mata-los antes de te infectarem, ou usar diretamente o Bug Zap caso já tenha sido contaminado.
Lembrando de que TODAS as armadilhas têm diversos níveis, e algumas são divididas por cores, que são, Amarelo, Verde, Azul, Roxo e Vermelho.



E você já deve estar estranhando tanta coisa no tanque né? Então, ainda não acabou já falei da Bug Zapper e Missile Gun, mas existem três outros canhões para o Digi-Beetle.
Shooter Gun: o canhão mais básico de todos, pois é com ele que o jogador ATIRA os itens em seus digimons (sério? Isto é um canhão, como eles aguentam?).
R-Cannon: este atira itens de status, positivos para seu time e negativos no oponente, e não, o jogo não permite curar o oponente.
Z-Cannon: um dos mais caros e uteis, pois permite atirar bombas de diversos níveis e elementos nos oponentes.



As batalhas são em turnos e ao iniciar, o jogador deve escolher entre Give OrdersCannon e Run Away.
E ao escolher Give Orders aparecem duas opções, Battle, para que o jogador escolha uma ação do digimon, e Guard, para que o digimon se defenda e recupere um pouco de MP.
Uma vez que escolher Battle quatro tipos de comandos irão aparecer.



Attack: são os ataques de maior impacto, raramente tendo algum tipo de efeito.



Counter Attack: são contra ataques, ataques que são ativados imediatamente após o digimon receber um ataque, caso o usuário não receber nenhum ataque, ele será o ultimo a atacar neste turno, estes ataques normalmente ganham aumento de força, efeitos ou mesmo atacam múltiplos alvos quando ativados corretamente.



Interrupt: são ataques que permitem atacar antes do oponente (não funciona em Contra ataques ativados), se um Interrupt for selecionado, quando o oponente anunciar o tipo de ação que ira realizar, uma janela perguntando se quer usar o Interrupt irá aparecer. A maioria dos Interrupts é um tipo de assistência, que permite coisas como, redução do ataque do alvo, ou ate mesmo troca da ordem de ataques.

Assist: como o próprio nome já diz, é assistência, são poderes de cura ou status de maneira indireta como adicionar um efeito ao ataque de algum parceiro.


Um detalhe interessante do game, é o sistema de evolução dos digimons, pois existem quatro formas, Rookie a inicial, Champion no nível 11, Ultimate no nível 21 e Mega no nível 31. Ao chegar ao nível de evolução seu digimon não irá digivolver sozinho, o jogador deverá ir para sua base e no laboratório pedir para digivolver o digimon, e uma curta animação depois, ele estará transformado, e um motivo importante para que seu digimon evolua no nível correto é, se chegar ao nível seguinte sem digivolver, ele não irá aprender o ataque daquela forma.



Mas como nem tudo são rosas, este sistema também tem seus contras, pois é impossível pegar um digimon nível um e treiná-lo até o Mega, pois ele irá parar de upar no nível treze, não o jogo não bugou, isto é para forçar os jogadores a usarem a digievolução de DNA, a qual o jogador mistura dois digimons diferentes para criar um novo, com todos os ataques que os “pais” sabiam, mas agora com DP 1. Este DP é Digivolution Points, quanto mais vezes a digievolução de DNA é usada, mais alto se torna esse valor, permitindo acesso a digimons inexistentes como selvagens.




Ah e claro que não poderia deixar de citar sobre uma parte importante da história do game, o Coliseum, pois la o jogador enfrenta outros tamers em combates com seus digimons para subir de rank e ganhar prêmios. E o Rank é algo muito importante para os tamers, pois define para onde eles podem ir.



Os gráficos do jogo são tanto seu ponto forte quanto seu ponto fraco, pois dentro das batalhas os digimons são bem detalhados (apesar de alguns ficarem estranhos) e os ataques têm ótimos efeitos, mas fora delas, os personagens não receberam a mesma atenção, ficando assim, extremamente quadrados e com pés gigantescos.
Quanto à parte sonora do game, as músicas são bem calmas (menos as de batalhas) tornando gostoso de escutar até, e dentro das batalhas, o fato de cada ataque ser dublado, torna bem 
interessante, mas também estranho, pois a voz não muda, um exemplo é Greymon usando Pepper Breath com a voz do Agumon. A jogabilidade é um tanto limitada, mas nada que atrapalhe.


No mais, é um bom jogo e que vale a pena ser jogado, especialmente para fãs do desenho, está esperando o que? Procure o portal mais perto de casa e vá para o digi-mundo.

Curiosidades e dicas:

  • -Wave Miss destrói tanto pedras quando Elec-Spore.
  • -Se o alvo morrer, seu digimon não troca de alvo, apenas da Attack Missed.
  • -A cada passo seu EP diminui em 1.
  • -Memory define quantos digimons podem ser carregados no Digi-Beetle.
  • -Para poder usar um digimon em batalha ele deve estar selecionado na Digi-Line.
  • -No Digimon Center, de tempos em tempos pedem um Digimon comum (ou quase) para trocar por um digimon mais forte.
  • -Não deixe seu EP acabar, senão seu Digi-Beetle quebra e você deve pagar o conserto, se tiver apenas 1 EP ou souber que não é o bastante pra chegar no portal, use o Auto-piloto para sair da Domain.
  • -O game tem um modo Versus, no qual dois jogadores podem usar seus digimons em uma disputa esmaga botões.
  • -Vários inimigos se recusam a sair do terreno que eles têm vantagem.
  • -Após o termino do jogo é aberta a TERA Domain, onde se pode capturar Omnimon e Diaboromon.







4 comentários:

  1. Só faltou falar que não existe a possibilidade de pegar o Kimeramon no Tera Domain, é um mito mesmo, apenas na versão japonesa com o uso de um aparelho especial. Acima de 20DP você consegue evoluir o Meteormon para Baihumon e Metal Greymon para Omnimon... E tem também o seguinte, existem peças secretas na parte #2 do game, é só falar com o cara certo.
    São 99 andares o Tera domain.

    Faltou também falar que o Power Pilot foi removidos da versão americana, junto com outra peça do digibeetle.

    E com ele foi também o Kimeramon.

    ResponderExcluir
  2. o Kimeramon é possível ser encontrado na versão americana, no andar 97 para ser exato. Fica um digibeetler empacado. Com isto, você pode atirar os toy plane. Depois que vc mata Gaia o Jijimon some em file land e deve ser encontrado para vc consegui uma peça que aumente em 9900 a gasolina do digibeetler

    ResponderExcluir
  3. o Kimeramon é possível ser encontrado na versão americana, no andar 97 para ser exato. Fica um digibeetler empacado. Com isto, você pode atirar os toy plane. Depois que vc mata Gaia o Jijimon some em file land e deve ser encontrado para vc consegui uma peça que aumente em 9900 a gasolina do digibeetler

    ResponderExcluir