sexta-feira, 22 de agosto de 2014

Review: Medabots Metabee/Rokusho Version


Título: Medabots Metabee/Rokusho Version
Plataforma:
Game Boy Advance Ano de Lançamento: 2002
Produtora: Natsume

Olá pessoal, hoje irei falar de um jogo de uma série de RPGs pouco conhecido aqui no ocidente, estou falando de Medabots.


Baseado no desenho de igual nome, este jogo conta a história de Ikki, um garoto que é um grande fã de Medabots (robôs multiuso movidos por medalhas), mas como não tem dinheiro para comprar um, então ele passa o dia assistindo programas e lendo revistas sobre o assunto. Até que um dia sua mãe lhe pede para comprar Spice-a-roni (não me pergunte o que é isso, não faço ideia), mas Henry, o vendedor da loja, lhe empurra um medabot de modelo ultrapassado (Kabuto ou Kwagata, depende da versão) mesmo com Ikki dizendo que não era isso que ele quer, ele acaba levando o medabot para casa, e toma uma bronca de sua mãe e fica de castigo no quarto apreciando seu novo medabot que não se meche por não ter uma medalha, problema rapidamente resolvido após seu pai lhe entregar uma medalha de Kabuto/Kwagata que ele recebeu do Fantasma Renegado e um Medawatch, oficializando Ikki como um Meda lutador.

E assim como no desenho, o grupo de vilões, os robôs de borracha, estão sempre aprontando algo e o jogador tem que resolver o problema e, além disso, você sempre recebe uma medalha de robô de borracha após enfrentar um membro, e estas medalhas são a única coisa que te permite escapar das batalhas.


O sistema de luta é bem diferente de qualquer RPG convencional, pois o jogador escolhe entre:

Medaparts: principal comando da batalha, o jogador deve escolhe qual parte do medabot irá usar braço esquerdo, braço direito, cabeça ou carregar medaforça.
MF (Medaforça): permite o uso do poder antigo de alto poder destrutivo chamado medaforça, cada medalha tem três ataques diferentes separados em níveis.
Status: mostra a janela de Status, tanto do seu time, quanto do time inimigo.
Aim: Mostra o tipo de partes que o medabot irá mirar (Berserk, Strike, Shoot, etc.).
Rotation: configura uma sequencia de comando para ficarem se repetindo.
Auto: batalha automática.

E após escolhidas às ações os medabots irão andar pelo campo até chegar a algo que parece uma parede, e só então realizar o comando, após o comando realizado o medabot irá voltar à posição inicial e repetir este ciclo até o fim da batalha.


A batalha é terminada quando o líder de um dos times para de funcionar (Head part destruída), e com isso o perdedor irá dar uma peça ao vencedor, sim as lutas são valendo as peças de seus robôs, e dessa maneira é possível fazer melhorias para poder lutar contra os mais variados tipos de inimigos nos mais variados terrenos. E falando em terrenos, as Leg Parts (pernas) são essenciais nesse assunto, pois cada tipo de pernas se da melhor em um tipo de terreno, quanto em outros é quase inútil, como, uma parte aquática tem movimento e esquiva incríveis na agua, mas em terra firme são as partes mais lentas.


No menu Medawatch o jogador tem as seguintes funções:


Medabots: onde ele pode editar todos os seus medabots, trocando as peças e medalhas deles, lembrando sempre que até mesmo os robôs tem sexo, sim, sexo, pois os medabots são montados em cima de esqueletos chamados de Timpet, e tem dois modelos de timpets, os azuis (masculinos) e os rosas (femininos), e é preciso ter dos dois tipos, pois não é possível usar peças de um sexo no outro.


Medals: aqui o jogador vê todas as medalhas que possui e seus níveis, espere, níveis? Sim níveis, as medalhas são as almas dos medabots (literalmente) então durante as batalhas os medabots ganham experiência e skill up (para melhorar a taxa de acerto e força do tipo de ataque usado), e junto dos níveis, as medalhas também ganham novos ataques de medaforça e evoluem, mudando o desenho delas.


Medaparts: uma biblioteca com todas as peças que o jogador tem ou já teve (uma partsdex?).

Gráficos bem desenhados, e felizes (até demais as vezes) mas realmente tem o clima do desenho e bons efeitos sonoros, a abertura cantada em um jogo de GBA é certamente um grande diferencial que chama a atenção.

Se você é fã do desenho e de RPGs certamente este é um jogo que vale a pena ser jogado, pois tanto a história quanto as piadas são todos coisas típicas do desenho, então se ainda não jogou, essa é sua chance.

 Curiosidades e dicas:

  • - Ao pressionar Start na tela de troca de peças de medabots, irá automaticamente montar os modelos que já tiver todas as peças.
  • - O jogador pode ter um total de nove medabots.
  • - Teste mode, na tela de titulo segure Select e pressione Start.
  • - Existem ao total 120 medabots que o jogador pode ter somando as duas versões.
  • - Após pegar uma roupa você a mantem para sempre nos itens.
  • - Para se usar um veiculo é preciso  ter o medabot necessário devidamente montado.







5 comentários:

  1. Gostava muito do desenho, mas o único game que joguei foi um de luta. Esse até parece legal, parece que oferece várias possibilidades

    ResponderExcluir
  2. Primeiramente o Desenho(Anime) Foi Baseado no jogo.

    ResponderExcluir
  3. Curto muito esse jogo, me diverti muito jogando mas infelizmente nunca zerei e nunca montei um segundo medabot que preste, meu Metabee tinha que resolver tudo kkkkkkk

    ResponderExcluir
  4. como vc passou da ultima corrida?
    usando quais peças?

    ResponderExcluir